Facebook Twitter Google+...brevemente Linkdin...brevemente Pinterest...brevemente
 
 
 
HOME  |  SOBRE NÓS  |  AMAMENTAÇÃO  |  NOTÍCIAS  |  DÚVIDAS FREQUENTES  |  INSCRIÇÕES CAM  |  CONTACTOS   


Cam’s de Portugal Distrito:
Cam’s de Portugal Concelho:
Cam’s de Portugal Freguesia:



  • Cam’s de Portugal
  • Cam’s de Portugal
  • Cam’s de Portugal
  • Cam’s de Portugal
  • Cam’s de Portugal
NOTÍCIA
 
Cam’s de Portugal
 
Mães reúnem-se em 18 cidades pelo direito à amamentação em público
 
"Queremos mostrar que não estamos a fazer nada de errado. Se o bebé chora no supermercado, não podemos pedir ao nosso filho para esperar até chegarmos a casa. Este pudor não faz sentido?" Rita Oliver, organizadora do encontro

Em defesa do direito à amamentação em público e contra as barreiras sociais que as mulheres ainda enfrentam, mães e pais portugueses vão reunir-se no próximo domingo para um Encontro Nacional de Amamentação. Há 18 concentrações marcadas, por todo o país, a partir das 17h30. Pedem a normalização deste acto, numa posição contra a polémica sobre a amamentação em espaços públicos.

“Se já são muitas as dificuldades sociais que as mães enfrentam, por terem de começar a trabalhar cedo e deixarem os filhos, não nos podemos agora fechar em casa sempre que temos que amamentar”, diz ao PÚBLICO Rita Oliver, da organização do encontro. A iniciativa insere-se na Semana Mundial de Aleitamento Materno e “nada tem de político”. Querem “criar empatia” e derrubar as barreiras sociais que ainda existem à volta da amamentação em público. Primeiro, com entreajuda e a partilha de experiências: “Queremos mostrar que não estamos a fazer nada de errado. Se o bebé chora no supermercado, não podemos pedir ao nosso filho para esperar até chegarmos a casa. Este pudor não faz sentido”, explica Rita Oliver.

O evento, que “começou como uma brincadeira” em 2013, vai na quarta edição e toma agora proporções nacionais. Há concentrações nos Açores (na Horta, Terceira e Santa Cruz das Flores), Almada, Aveiro, Braga, Figueira da Foz, Fundão, Leiria, Lisboa, Loulé, Madeira, Portimão, Santarém, Setúbal, Vila Real, Viana do Castelo e no Porto, onde começou o encontro.

“Queremos desmistificar este tabu, porque existem muitas pessoas que nos querem fechar sempre numa sala. É possível andar com um decote enorme, mas não é possível amamentar?”, questiona a organizadora, a quem já pediram para tapar a filha ou deslocar-se para um local não público.


Quando Rita teve dificuldades em amamentar após o nascimento da filha, em Janeiro de 2013, a solução dos amigos era sempre a mesma: leite em pó. Não quis desistir e procurou “perceber por que é que toda a gente conseguia” e ela não. Acabou por encontrar uma conselheira de aleitamento materno: “Ela deu-me imensa ajuda e eu mantive a amamentação até aos três anos e três meses da minha filha. Percebi que era possível amamentar desde que se tenha os conselhos adequados.”

“Queremos ajudar mães que passaram pelo mesmo problema que eu, que não têm certezas quanto às capacidades do nosso corpo”, explica esta mãe de 31 anos. Como a própria destaca, o aleitamento materno em exclusivo é uma prática recomendada pela Organização Mundial da Saúde.

Apesar de a organização estar a cabo de mulheres, este está longe de ser um encontro de um só género. “Cerca de 90% das mulheres que estiveram no ano passado no encontro do Porto levaram os maridos. É uma questão de protecção dos interesses das crianças e contra as dificuldades que as mães enfrentam.”

E desde Abril que as perguntas não param de chegar: “A procura é cada vez maior, porque as mães têm sempre muitas dúvidas e há muita informação errada a circular.” Foi com o propósito de informar que foi criada a comunidade “Amamentação com desmame natural” que, no Facebook, conta já com mais de 4700 membros.

O encontro surge numa altura em que em vários países, como o Reino Unido, Brasil ou Estados Unidos, a discussão está acesa. Na Argentina, a 23 de Julho, centenas de mulheres amamentaram em locais públicos num protesto após a polícia ter proibido uma mãe de o fazer numa praça.


Fonte: https://www.publico.pt/sociedade/noticia/por-menos-pudor-e-mais-entreajuda-o-encontro-nacional-de-amamentacao-chega-a-18-cidades-1740035

voltar às notícias   Voltar às notícias
 
.
topo 
 
Copyright© 2016 Cam’s de Portugal  |  Desenvolvido por Helcadesign  |  MAPA DO SITE  |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE  |  CONTACTOS